terça-feira, novembro 07, 2006

Para lá, do lado de cá

Hoje ia de carro com a minha mãe, estava a olhar para o céu, ao aproximarmonos de prédios comecei a perder a visõ do céu e pensei. O céu é maior que este prédio e está a ser tapado por ele? Yah. Quanto mais perto dos teus olhos alguma coisa estiver menos vais conseguir ver do restante. Mesmo que essa coisa seja do tamanho do teu olho.
Depois imaginei, tanta gente está a dar prioridade a coisas tão pequenas porque elas estão demasiadamente próximas dos seus olhos, de qualquer forma há um céu, universo, espaço infinito para lá duma visão tapada por seja o que for, alguma coisa bela reservada para os que presistem em não aceitar as coisas que nos tentam "pôr pelos olhos dentro" e anseiam o dia em que chegaram a esse local maior, o qual eu lhe costumo chamar céu.

4 comentários:

Dina disse...

Não há dúvida que o céu azulinho é mt maior e lindo que qualquer pequena nuvem cinzenta. Mtas vezes elas vêm ensombrar a nossa vida "o inimigo anda ao nosso redor como um leão", mas não podemos descurar que o céu é mt maior e as bençãos que dele podem vir são imensas.

deborah disse...

Quando era pequenina descobri que consegui-a tapar a Lua com o polegar e fiquei contente.
Depois pensei que a Lua era um desenho.
Quando deixei de pensar assim, descobri que a Lua era muito grande. muito grande mesmo.
O problema está aí. Dar pouca importancia às coisas 'Grandes'.

Glória disse...

Pois é, muito grande mesmo, só não tem luz própria.É por isso que eu gosto muito mais do Sol e do seu calor, ainda que a noite o encubra por umas horas, eu sei que ele estará lá na manhã seguinte. É essa fé de saber que as GRANDES coisas se reservam para o DIA. E DEUS-trino é a LUZ-própria.

Daniela Mann disse...

Olha que pensamento tão bonito!
Gostei!