terça-feira, agosto 07, 2007

Descanso

A Bíblia relata que Deus depois de ter criado o mundo descansou. Ora não acredito que Deus se canse ou sofra desgaste, como tal não me parece que Deus precise de descansar no sentido de restabelecer forças. Todavia a Palavra de Deus demonstra tantas vezes a sua inspiração Divina, mostrando aparentes contradições, mas que servem mesmo para esconder verdades fantásticas. É impressionante que o Génesis comece a relatar o poder Criador de Deus e depois diga que ele está condicionado ao cansaço! Não faz sentido, diz o "olhar superficial". Porém aí o que se quer dizer é alguma outra coisa.

O Cansaço e o Descanso

Existem pessoas, que dizem: "Deus descansou, porque não eu?". Bem, o descanso é algo muito necessário, e Deus aliás queria é que nem nos cansássemos. Se repararmos, o cansaço parece-me uma consequência do pecado: "No suor do teu rosto comerás o teu pão". Creio firmemente que Deus criou o homem imune ao cansaço, como Ele mesmo era.
Acredito que se quisermos descansar, fazemos bem e Deus apoia, só acho que não é porque Deus tenha ou não feito a mesma coisa, mas sim porque precisamos.

O Descanso Divino

Algumas pessoas podem dizer que este descanso era o acto de observar e contemplar o que tinha criado. Não quero fazer qualquer tipo de dogma, e se esta ideia lhe é útil eu acho que deve considerá-la. A mim porém não é, mas posso vir a mudar de ideias, de qualquer forma a minha salvação não depende desta questão!
Se o descanso de Deus está associado à contemplação, a Bíblia deveria dizer que Deus descansou após cada dia, uma vez que contemplou e viu que era bom. Continuo a achar que este descanso esconde algo fantástico.

"E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera." Gen 2:3

Deus abençoou e santificou o dia em que descansou. Este dia ficou tão importante, ao ponto deste dia se tornar o dia por excelência para o louvor a Deus, tanto que algumas outras práticas deveriam ser cessadas. Parece-me o que o dia do sábado é aquele em que Deus, recebeu louvor pela sua criação, louvor tanto da parte de anjos como da própria criação "terrena". Como tal me parece que o descanso de Deus seja o tempo onde realmente Ele parou, não por cansaço mas por vontade de ver a sua criação em acção e em acção louvando o seu nome. Tanto que esse dia ficou separado para a função de louvor a Deus.

Guardaremos o Sábado?

Nós não sabemos o dia da semana em que Deus realmente descansou, até podia ser uma quarta-feira! O importante é haver um dia da semana, o qual separamos especialmente para Deus. Os Cristãos primitivos escolheram o Domingo, como celebração da ressurreição (que foi no primeiro dia da semana) e como celebração também da descida do Espírito Santo (que também foi no primeiro dia da semana).
Se quiser guardar todos os dias da semana para louvar a Deus, é livre para isso! E isso é bom! Mas não obrigue ninguém a guardar o mesmo dia que aquele que você guarda. O Apostolo Paulo diz: "ninguém vos julgue pela guarda dos dias".

Descanse, não porque Deus descansou, mas porque você precisa.

1 comentário:

Marta Santos disse...

Espectacular!!nunca tinha pensado nisto desta forma! Parabéns a Deus por te ter criado e por te usar da forma excelente como tem feito. continua assim, sensível à voz de Deus e sempre disponivel às suas mãos e ao que Ele quer e pode fazer contigo. beijocas da mana*marta*DTA