segunda-feira, agosto 20, 2007

Resiste e Vencerás, Sacia e Perderás.

Quando alguém tem falta de alguma coisa, uma vez a tendo, tenta de alguma maneira recuperar a falta dessa coisa, com o seu uso excessivo. Como por exemplo, alguém que tem muita sede, ou melhor, tem muita falta de água, ao encontrar água, ou até um outro liquido, abusa desse mesmo liquido, mais do que beberia no seu estado normal, muito mais. Acontece com a sede, com a fome, com a saudade, etc.

Por experiência, reconheço que quanto mais tempo se fica com a falta de algo, mais loucamente se reage face à utilização dessa coisa uma vez encontrada. A indústria cinematográfica, particularmente, tem explorado bastante esta ideia, na qual pessoas se matam por comida, medicamentos, pessoas.

Onde quero chegar é que a falta, tem um efeito interessantíssimo, especialmente no ser humano. Mas atenção, a falta de algo que já se teve.
Ainda se pode observar, que esta ânsia por satisfazer a falta, não dura muito tempo, porque acaba com a morte do desejo. A pessoa faminta acaba por morrer, o vingador acaba por desistir, o amante acaba por desanimar, o detective pára de procurar.
Em resumo, a procura morre com o desejo.

Se saciarmos a sede, ela desaparece por um pouco, mas volta. Muitas vezes combater a falta é ficar escravizado por ela. Existem muitas coisas que devemos deixar de alimentar e de procurar, na verdade vamos passar fome delas, mas ficaremos libertos delas também.
A interpretação fica com o leitor, mas permita-me abordar um outro ponto. Para um viciado em droga, ficar livre, ele não precisa de suplementos para enganar o desejo, isso acaba por ser alimentar o desejo, assim o vício nunca desaparecerá, a resistência até à "morte" é a única maneira de vencer.

Por último deixe-me esclarecer a dependência lícita e a ilícita, porque existe o desejo lícito e o desejo ilícito. Uma vez disse a certa pessoa para ela largar o vício do tabaco, essa pessoa disse que eu era viciado em comida. Ora desejar comida em medida e comer regularmente, não é nem um desejo ilícito (porque faz bem à saúde), nem um vício (porque sem ela não posso viver). Uma dependência envolve um aprisionamento a uma coisa da qual não depende a minha vida.

2 comentários:

Gene disse...

Pederás?

Natenine disse...

corrigido!
obrigado =)