terça-feira, junho 19, 2007

Influência

É incrível o estado a que um ser humano pode chegar, a um estado completo de degradação, a ponto de se tornar assassino, adúltero, traidor, pedófilo, suicida, entre todos os outros nomes relativos a acções degradantes. É demasiado mau para se compreender, porém é inevitável fazer a pergunta, como alguém chega a este estado?
Estou consciente que as personalidades não surgem do nada, como qualquer outra coisa, por vezes os maus tratos na infância, crescer sem educadores ou sem atenção dos mesmos, perder um familiar numa altura específica da vida, traumas, infelicidade, solidão, desprezo por parte da sociedade em geral, um sei lá de coisas que não desculpam, mas ajudam-nos a perceber muitas vezes o porquê de determinadas acções.
Se pensarmos num problema de alguém e recuarmos uma geração, a influência será imaginemos, de um pai, por outro lado este pai, esteve na guerra e o seu consciente ficou alterado, por conseguinte esta guerra surgiu devido a influência de duas pessoas, as quais negligenciaram os seus ensinos devido àquilo que a vida foi para eles, o que os levou a tomar medidas que não fariam se não passassem pelo que passaram, e assim poderíamos ir, indefinidamente, chegaríamos então a um Adão que diz que a culpa foi da Eva, a uma Eva que diz que a culpa foi da serpente, a uma serpente que não diz nada porque também nada lhe foi perguntado e também porque não tinha nada a dizer porquanto todo o mal surgiu a partir desta.
Todo o mal é devido a este agente, directamente ou indirectamente. Perguntamos: portanto o mal não é devido às pessoas? Não. As pessoas fazem as coisas, poderiam não as fazer, ainda que aliciadas para tal, como por exemplo Eva, por outro lado Eva deu do fruto a Adão sem qualquer influência directa da serpente, tal como Adão a comeu sem qualquer influência directa da serpente. O mal existe devido a uma influência directa e indirecta do Diabo, pessoas em estado caótico são causa de sua permissividade face a influências directas ou indirectas por parte de demónios.
Quando alguém está num estado caótico essa pessoa não deve ser discriminada porque fez isto ou aquilo, por ser este ou aquele, as pessoas são assim devido a influências, estas pessoas são falíveis, todos nós o somos, mas o mal praticado é devido à influência, a nossa natureza pecaminosa já por si é uma influência indirecta que descende desde Eva.
Daí não está em causa o grau de maldade alguma vez feita por um ser humano, o amor de Deus é e será para com este,o ódio de Deus é e será para com o Diabo e os seus demónios sempre.

1 comentário:

Mané disse...

Sempre achei que , no episódio de Adão e Eva, a culpa tinha sido sa serpente, a personificação de satanás. Aliás é esse inimigo que continua ao nosso redor para nos fazer cair. Contudo se a nossa influência for a Vida de Jesus, não haverá lugar para influências nefastas ou brechas.