quarta-feira, junho 13, 2007

Super-Heróis

Ao olhar para algumas bandas desenhadas, filmes, séries e até desenhos animados é engraçado encontrar super-heróis, aqueles que salvam pessoas e muitas vezes o mundo inteiro no último segundo por serem homens ou mulheres com algum poder, ou por terem alguma capacidade mais desenvolvida.
Sem dúvida isto revela alguma coisa, revela no mínimo que a temática dá dinheiro, se dá dinheiro então é porque as pessoas gostam, é uma opção a ver o noticiário, onde geralmente os vilões vencem sempre e pessoas morrem constantemente. O que as pessoas querem e eu também, é a paz, porém muitos de nós não o conseguindo ficamos pela esperança de um super-herói, ou de um médico sobredotado, para nos livrar de alguns dos nossos problemas, ou até talvez toda esta história de super-heróis, para alguns simplesmente seja um bom passatempo, ou então como disse à pouco uma alternativa ao mundo real.
Não tenho dúvida nenhuma que existem muitas pessoas sem paz que têm vivido a vida à espera de um super-herói, têm até colocado a sua confiança nesse "herói", seja ele um político, um filósofo, um santo, até mesmo em Deus como salvador, mas salvador circunstancial, vivendo a vida a seu belo prazer, sem paz, porém no aperto da vida, Deus é o nome por quem chama, não sei se por influência do estereotipo de herói, o qual salva pessoas e nunca revela a sua identidade, um super-herói sempre lá porém com o qual não venha a existir relacionamento.
Só posso constatar que grande parte da Humanidade, vê em Deus um super-herói, daí até muitos nem acreditem nele, mas Deus não é um super-herói. Enquanto não se entender isto, nunca haverá paz pessoal, ainda que sejamos muito religiosos, seremos apenas fãs de super-heróis, enquanto deveríamos ser, porque este é o propósito para a vida, filhos de Deus. O filho, não colecciona t-shirts, autocolantes, estátuas e jogos de computador do seu Pai, ele tem algo muito melhor, um relacionamento. No último momento não grita por socorro, tem algo melhor, o conselho prévio do seu pai.

2 comentários:

Mané disse...

Um filho de Deus "colecciona bênçãos" e sente prazer em falar delas aos que buscam a paz, naqueles que tem ouvidos mas não ouvem, boca mas não falam.
O Senhor, com "S" maíúsculo, é Salvador, o médico dos médicos e manda chuvas de bênçãos, para nós que somos tão falhos e ingratos, por vezes. De facto, não adianta ostentar-se um peixinho no carro se a nossa vida não for de verdadeira intimidade com Deus e com o nosso próximo.

Adilson Marques disse...

A frase final é remate certeiro para derrotar a ideia de Deus como super herói. Obrigado pela reflexão. Um abraço.