terça-feira, março 04, 2008

Impossibilidade do "Aparecimento" da Primeira Célula

"Se fizermos uma experiência num tubo estéril e colocar-mos lá alguns fluidos com sais certos, com um equilíbrio perfeito de acidez e alcalinidade, à temperatura correcta, as condições perfeitas para um célula viver e colocar lá dentro uma célula viva. Esta célula está viva e tem tudo o que precisa para viver. Agora pego numa agulha estéril e pico aquela célula e todo o seu conteúdo escapa para o tubo de teste. Tens neste pequeno e engraçado tubo de teste todas as moléculas necessárias para uma célula viver, não só as partes das moléculas mas as moléculas em si. E não consegues criar uma célula viva com o que tens. Não podes voltar a juntar o Humpty Dumpty 1. Então o que te faz pensar que uns quantos aminoácidos dissolvidos no oceano te vão dar um célula com vida? É completamente irrealista!"

Jonathan Wells - Biólogo
(Estraído do documentário A Case for a Creator)


___________________

1 Humpty Dumpty trata-se de uma personagem imaginária que é uma espécie de homem-ovo. Esta personagem estava em cima de um muro, depois caiu e ninguém mais o conseguiu voltar a pôr de pé.


10 comentários:

Dário Cardina Codinha disse...

Lê:

http://o-outro-universo.blogspot.com/2008/01/origem-da-vida-o-primeiro-replicador.html

http://o-outro-universo.blogspot.com/2008/02/origem-da-vida-o-caldeiro-da-sopa-est.html

rafa disse...

A ultima frase do teu próprio post diz que isso não explica o aparecimento da primeira célula.. mais que isso não explica como apareceu o primeiro RNA que embora seja mais simples que o DNA ou uma célula não deixa de ser complectamente irrialista pensar que vários primeiros RNA's com uma codificação expecifica surgiram por acaso

Dário Cardina Codinha disse...

E porque não?

natenine disse...

Dário, claro que para ti o único ponto que podes defender é o acaso, e estas evidências de que a primeira célula necessita de vida para poder ser vida obviamente te constrangem. na Verdade porque é que este teu comentário não é também por acaso?

Dário Cardina Codinha disse...

Primeiro precisas de saber o que é vida. Diz-me o que é "vida". Um organismo unicelular é um conjunto de moléculas. Um organismo pluricelular é um conjunto de células que são conjuntos de moléculas.
O asunto ainda não acabou. Vão haver, pelo menos, mais dois posts.

natenine disse...

Vida biológica, uma boa definição seria existência animada (com actividade). E o que está em causa é muito simples uma célula é vida, digamos que existe e tem actividade independenente.

Penedo disse...

N9,
Escrevi um comentário antes mas não sei se recebeste. Caso não o tenhas recebido apenas deixo o seguinte: Se não fosse cristão teria um enorme problema, dde acordo com o exemplo que deste. Se a vida teve a sua génese ao acaso, iria traria implicações para a investigação actual, pois amiúde novas formas de vida surgiriam.
Um abraço.

Dário Cardina Codinha disse...

"Se não fosse cristão teria um enorme problema, dde acordo com o exemplo que deste. Se a vida teve a sua génese ao acaso, iria traria implicações para a investigação actual, pois amiúde novas formas de vida surgiriam."

Não percebi nada. De facto, a sintase e a semântica não são das melhores...

Anónimo disse...

O Dário não sabe escrever sintaxe lol....

Dário Cardina Codinha disse...

De facto, "sintase" é um termo bioquímico. É semelhante a sintaxe. Como uso bastante o primeiro termo confundi. Não é sinónimo de ignorância mas sim de alguma distracção. Achas que é motivo para dizer algo? Não tens nada mais interessante para dizer? Acho que não, senão não usavas o anonimato
Já agora, adoro a cobardia do anonimato... ADORO!!